O câncer de pele tem cura? Entenda!

Diagnóstico precoce é fundamental

No momento do diagnóstico, os pacientes podem chocar-se, mas é preciso entender que o câncer de pele tem cura e pode ser tratado. Porém, o tratamento deve começar imediatamente, para que o tumor pare de avançar.

O diagnóstico precoce influencia muito no tratamento, sendo que, no início, o câncer de pele tem cura de quase 100%. Quando notar pintas ou lesões na pele que não cicatrizam, é importante procurar o dermatologista, para ver do que se trata.

Caso o diagnóstico demore a ser feito e o câncer esteja mais avançado, seu tratamento torna-se mais difícil, assim como a qualidade de vida dos pacientes, que podem sofrer com dores na região das lesões e cansaço.

Tratamento para cura do câncer de pele

O tratamento do câncer de pele é feito pelos médicos dermatologistas e oncologistas, e varia de acordo com o tipo. Há três tipos de câncer de pele: o carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanoma.

No caso dos carcinomas, o tratamento normalmente é feito apenas com cirurgia para remover as lesões na pele. Nessa situação, normalmente, o câncer de pele tem cura mais facilmente.

Porém, há os casos de câncer de pele do tipo melanoma. Esse é o mais perigoso, e apresenta maior chance de metástase (alastramento do câncer para outros órgãos do corpo). Normalmente, o tratamento do melanoma é feito com cirurgias e, quando necessário, complementado com quimioterapias e radioterapias.

Powered by Rock Convert

O diagnóstico é realizado por uma série de exames, que são solicitados pelos médicos. Além disso, através do aspecto visual da pele, os dermatologistas, em um primeiro momento, já podem identificar caso se trate de um câncer de pele ou não.

Na aparência, eles também apresentam diferenças. O melanoma são manchas escuras, que podem ir crescendo com o passar do tempo e mudar o seu formato. Já os carcinomas são feridas que podem ter coloração branca, avermelhada ou rosa. Normalmente, possuem uma casquinha em cima da ferida e causam coceira, podendo também liberar secreções.

Há diversas causas para o surgimento do câncer de pele. A principal delas é a exposição excessiva, e sem proteção, à luz solar. Essa, quando não é a causa, é um fator agravante para o paciente.

Por isso, há maneiras simples de prevenir o câncer de pele, como utilizar protetor solar, com o Fator de Proteção Solar (FPS) de, no mínimo 30, e evitar exposição direta no período entre 10h e 16h.

As câmaras de bronzeamento artificial também podem causar o câncer. Assim, evitá-las é importante. Essas medidas, além de prevenirem o câncer de pele, ajudam a evitar que ele aumente.

Você já sabia que o câncer de pele pode ser curável? E o que achou das informações trazidas neste post? Comente com sua opinião abaixo e compartilhe este texto com seus amigos, para que eles também possam conhecer um pouco mais sobre essa doença e se prevenir.

sintomas do câncer de pelepara que serve o peeling químico