Os 5 tratamentos mais comuns para manchas na pele

Com o passar do tempo, começam a aparecer alguns sinais no rosto e corpo, mesmo em quem está acostumado a se proteger dos raios solares. Por isso, é muito comum a procura por tratamentos para manchas na pele.

Se desejar se livrar de sinais, existem tratamentos mais comuns para o combate de manchas na pele em geral.

Algumas pessoas têm mais predisposição para adquirir esses sinais. Outras, mesmo que não tomem os devidos cuidados, podem não apresentá-las.

A genética pode ser um fator que condiciona o aparecimento dessas marcas. Idade, exposição ao sol e ao calor, alterações hormonais e até mesmo a acne, através de cicatrizes, podem intensificar o problema.

Porém, os raios solares desencadeiam o aparecimento de manchas. A pele produz mais melanina como um mecanismo de defesa e, dessa maneira, os sinais aparecem.

Para se proteger, o filtro solar é um excelente aliado, desde que tenha fator de no mínimo 30. A exposição solar deve ser minimizada ou evitada entre 10h e 16h e, na praia ou piscina, o uso de óculos de sol e de chapéu ou boné é muito importante.

Caso você já apresente essas marcas, conheça os 5 tratamentos mais comuns para manchas na pele.

Os 5 tratamentos mais comuns para manchas na pele

As sugestões são eficazes contra manchas de diferentes origens, e ajudam a eliminar também rugas e linhas de expressão.

Dentre os tratamentos, alguns podem ser realizados em casa, enquanto outros necessitam de uma supervisão. Neste caso, é necessário frequentar uma clínica.

Veja agora quais são essas opções e escolha a sua.

1 – Peeling químico

Esse procedimento consiste na aplicação de um esfoliante químico, na área afetada, com uma gaze ou pincel. O produto provoca a descamação dessa camada, e faz com que o organismo produza outra, totalmente renovada.

Para melhores resultados, é interessante fazer uma outra intervenção, uma espécie de pré-peeling, aproximadamente 20 dias antes do peeling químico. A sua principal vantagem é preparar a pele para esse tratamento, que ajuda com que ele penetre de maneira uniforme.

Esse, que é um dos tratamentos mais comuns em manchas na pele, é um processo que pode ser feito tanto em lesões superficiais quanto profundas. Os cuidados após o peeling são proporcionais à gravidade da mancha. Por isso, precisa ser feito em uma clínica, sob supervisão de um profissional especializado.

2 – Plataforma XEO

Esse tratamento, também comum para manchas em pele, atinge as três camadas do órgão (epiderme, derme papilar e derme reticular). Sua aplicação é feita principalmente no rosto, pescoço, colo e mãos, e clareia manchas e vasos com bastante eficiência.

Além disso, também dá um aspecto mais jovem à pele, pois combate linhas de expressão, rugas, flacidez e poros dilatados.

Powered by Rock Convert

O tratamento pode ser realizado tanto em peles morenas, negras e bronzeadas quanto em brancas ou mais sensíveis. O efeito é o mesmo, pois não dói e não deixa cicatrizes ou qualquer outra marca.

O número de sessões varia de acordo com as manchas e o tipo de pele, mas é comum fazer o procedimento três vezes, com intervalos de um mês entre elas.

3 – Laser de CO2 fracionado

Também é um tratamento comum para manchas na pele. Sua ação é bem profunda, pois retrai o colágeno. Tem o mesmo efeito do peeling na renovação da pele. Assim como a Plataforma XEO, o número de sessões depende do problema e da pessoa, mas geralmente duas sessões são suficientes, com um intervalo de um mês.

Como esse procedimento é um pouco mais trabalhoso, é recomendável que o paciente permaneça de 4 a 10 dias em repouso, sem executar suas atividades normais.

Além de manchas na pele, o laser de CO2 fracionado também é eficiente no combate às rugas, especialmente as que aparecem ao redor de boca e olhos e no pescoço, assim como cicatrizes de espinhas. Além disso, restaura o contorno do rosto.

4 – Vitamina C

A substância é muito eficaz no clareamento de manchas, mas não tem o poder de eliminá-las completamente. O ideal é que ela não seja utilizada por meio de alimentos que a contém, e sim usada pura, com uma concentração de 5%.

Apesar disso, é um procedimento que pode ser utilizado tanto em casa quanto na clínica, com uso de máscaras no rosto e outros ingredientes. Dependendo desses componentes, o procedimento também pode ter ação esfoliante.

A vitamina C pode ser usada de algumas maneiras. Em casa, uma pastilha efervescente pode ser a fonte da substância, bem como cápsulas. Mas, cuidado: ela é sensível e estável, e pode causar danos à sua pele. Por isso, evite o uso de dermocosméticos em casa. Se preferir esse recurso, procure uma clínica.

5 – Fototerapia

Esse tratamento bastante comum para manchas na pele usa luzes para o combate de quaisquer sinais, assim como rugas e linhas de expressão. Também é usado para tratar psoríase e vitiligo eczema.

A luz usada para esse procedimento é a emitida por diodo (LED), que pode estimular ou não a atividade celular, de acordo com o caso.

Líquen plano, caspa e eczemas crônicos podem ser combatidos também por meio da fototerapia. Sua aplicação pode ser feita tanto no rosto quanto nas mãos.

Uma vantagem interessante desse tratamento é que ele não exige intervalos longos. Ele pode ser realizado em 2 ou até 3 vezes por semana. No entanto, é contraindicado para grávidas ou pessoas que tiverem câncer ou casos na família.

A fototerapia não é aconselhável para quem já teve contato com radiação ionizante ou usou arsênico.

Você conheceu 5 tratamentos dos mais comuns para manchas na pele em geral. Para saber mais sobre esse órgão tão vital para o organismo, leia outros textos e acompanhe as atualizações do blog. Tenha acesso a conteúdo novo e exclusivo, com todas as novidades sobre o assunto.

Se você tem alguma dúvida ou deseja saber mais sobre um dos tratamentos mencionados, deixe seu comentário aqui. Sua participação é muito importante.

1
Olá! Posso te ajudar com alguma dúvida sobre agendamento de consultas?
Powered by
rugas e marcas de expressãocuidados com a pele